21 de março: Dia Internacional da Síndrome de Down. Saiba mais sobre essa síndrome

Dia Internacional da Síndrome de Down

21 de março: Dia Internacional da Síndrome de Down. Saiba mais sobre essa síndrome

Dia 20 de março é celebrado o Dia Internacional da Felicidade, como falamos aqui nesse nosso outro artigo. Mas o dia seguinte também é uma data muito importante. Estamos falando do Dia Internacional da Síndrome de Down. Continue a leitura para saber um pouco mais.

O Dia Internacional da Síndrome de Down, celebrado em 21 de março, faz alusão aos 3 cromossomos no par número 21, característico das pessoas com Síndrome de Down.

A data está no calendário oficial da Organização das Nações Unidas (ONU), sendo comemorado pelos 193 países-membros da ONU e tem o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a importância da luta pelos direitos igualitários.

A Síndrome de Down não é uma doença. E sim uma falha genética, que acontece na divisão celular do óvulo, que resulta em um par a mais no cromossomo 21, chamada trissomia.

Pessoas com tal síndrome têm os direitos assegurados pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência da ONU. Ratificada pelo Brasil com força constitucional e pela Lei Brasileira de Inclusão.

No Brasil existem aproximadamente 300 mil pessoas com síndrome de Down, segundo dados do IBGE.

A inclusão dessas pessoas na vida escolar e profissional aumenta a possibilidade de desenvolvimento, além de reforçar para a sociedade a necessidade de respeito às diferenças, quaisquer que sejam.

“As pessoas com Síndrome de Down têm dado lições ao mundo quanto à inclusão. Hoje, elas estão nos bancos escolares, são professores, empresários, atores, repórteres, vendedores, fotógrafos, dentre tantas outras profissões, ocupando um lugar próprio e digno na sociedade”, informa o secretário nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Marco Pellegrini.

Dia internacional da Síndrome de Down: veja como a síndrome é diagnosticada

veja como a síndrome é diagnosticada

Ainda durante a gestação, é possível fazer testes para diagnosticar a síndrome de down. Podem ser feitos os seguintes exames:

  • Translucência nucal – é o exame genético feito durante a ultrassonografia morfológica. Nele, é analisado o acúmulo de líquido sob a pele atrás do pescoço fetal, sendo possível identificar possíveis complicações, como Síndrome de Down, por exemplo.

  • Cordocentese – é feita a coleta do sangue do cordão umbilical. Com o material reunido, é possível verificar a presença de doenças genéticas, congênitas, hematológicas, metabólicas, hidropsia (caracterizada pelo acúmulo de líquidos em várias partes do corpo fetal, inclusive pulmões) e anemia fetais.

Esses exames não são obrigatórios para todas as gestantes, mas recomendados quando a mãe tem mais de 35 anos ou quando é portadora da Síndrome de Down.

O que fazer quando o diagnóstico for positivo?

A Síndrome de Down é um fator de risco à saúde mental. As doenças mentais decorrentes da síndrome variam de acordo com a idade de cada paciente.

As crianças mais novas, que ainda têm dificuldades com a linguagem e cognição, costumam apresentar problemas de comportamento, ansiedade, dificuldade para dormir e variações de humor.

Crianças mais velhas, adolescentes e jovens adultos tendem a ter depressão, ansiedade, comportamentos obsessivos compulsivos, falta de habilidades sociais e cognitivas, além de dificuldade para dormir.

Já os adultos, além de todos esses problemas, também podem sofrer de demência.

Por isso, é muito importante tomar cuidados com a saúde mental, para que a pessoa tenha melhor qualidade de vida, mais equilibrada, conseguindo exercer suas habilidades sociais e pessoais.

O importante é que as pessoas mais próximas estejam atentas aos principais sinais de doenças mentais. Como mudanças repentinas de comportamento, alterações no sono e no apetite, entre outros.

E nunca esquecer de procurar ajuda profissional sempre! E para isso, você pode contar com a Imed! Além dos preços justos, também temos o Cartão iSaúde que te proporciona descontos exclusivos. Para mais detalhes, fale com a gente!

Contato

WhatsApp:
(15) 99102-3441
Telefone:
(15) 3234-9410
E-mail
contato@clinicaimed.com.br
rh@clinicaimed.com.br

Facebook