Exame preventivo ginecológico: Por que e quando deve ser feito?

Exame preventivo ginecológico

Exame preventivo ginecológico: Por que e quando deve ser feito?

O exame preventivo é o principal exame ginecológico que toda mulher em idade reprodutiva precisa fazer. Mas por que? Porque é a melhor forma de saber se anda tudo certo com a sua saúde vaginal.

O Papanicolau, nome científico do exame preventivo, é basicamente uma coleta da secreção do colo do útero, que é colocado em uma lâmina e enviado para avaliação em um laboratório.

Se forem detectadas células anormais, o ginecologista pode pedir exames mais específicos — como a colposcopia — e, caso necessário, iniciar o tratamento para evitar que a doença pré-maligna se transforme em maligna.

É essa a razão de o Papanicolau ser conhecido como o exame preventivo do câncer de colo do útero.

O preventivo é um exame ginecológico essencial para todas as mulheres que já iniciaram a vida sexual.

O ginecologista Dr. Marco Aurélio explica que sua finalidade é a prevenção e diagnóstico do câncer de útero.

“O objetivo do teste é detectar alterações nas células do colo do útero que possam se transformar em câncer. Tais alterações costumam ser causadas pelo HPV (vírus do papiloma humano)”.

De acordo com o especialista, a frequência para realização do preventivo varia conforme a idade e os resultados dos preventivos anteriores. “De modo geral, o preventivo deve ser feito anualmente, mas pode ser antecipado em casos de alterações”, diz.

O resultado do exame pode identificar infecções vaginais, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), além de alterações benignas ou malignas, como lesões e tumores.

O papanicolau sozinho não confirma o diagnóstico de câncer de útero, mas é importante para identificar uma pré-disposição e ajuda a prevenir o problema. Quando há suspeita, o médico indica outros testes complementares e mais detalhados.

Exame preventivo: de quanto em quanto tempo deve ser feito?

Exame preventivo: de quanto em quanto tempo deve ser feito

Seguindo recomendações do Ministério da Saúde, não se deve ter relações sexuais dois dias antes do exame, nem mesmo com preservativo.

“No mesmo período, não se devem usar duchas ou medicamentos vaginais. Além disso, o exame não pode ser feito durante a menstruação”, comenta o médico.

O mais indicado é realizar o exame entre o décimo e vigésimo dia depois da chegada da menstruação.

Como o exame tem a função de detectar doenças em um primeiro momento e analisar a saúde íntima da mulher, é necessário que ele seja feito regularmente.

Por isso, a frequência do preventivo vai variar para cada caso. Geralmente, ele pode ser feito uma vez ao ano. Mas, se a mulher tiver notado qualquer alteração na região, é possível antecipar esse período.

Outro caso é aquele em que os últimos dois exames ginecológicos não indicaram nenhum problema.

Nessa situação, a mulher pode diminuir a frequência e os testes podem ser feitos de três em três anos. Mas o importante mesmo é nunca deixar de ir ao ginecologista.

E nesse caso, você pode contar com a Imed Saúde! Além de excelentes médicos ginecologistas, toda nossa equipe profissional é altamente qualificada para prestar o melhor atendimento para você e sua família!

Além disso, você tem direito a descontos exclusivos com o Cartão iSaúde. Para mais detalhes, entre em contato conosco!

Contato

WhatsApp:
(15) 99102-3441
Telefone:
(15) 3234-9410
E-mail
contato@clinicaimed.com.br
rh@clinicaimed.com.br

Facebook

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.