O que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde? – CLÍNICA IMED SAÚDE

O que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde?

Muito se tem falado sobre a covid-19, principalmente sobre os cuidados para prevenir a doença. Aqui mesmo no site da Imed já falamos também sobre os tipos de testes disponíveis para diagnosticar a doença. Além de todas essas informações que são de suma importância, algo que deve ficar claro também é o que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde. E é sobre isso que nós iremos falar neste artigo. Continue a leitura para saber mais!

É fato que o nível de severidade da doença em cada indivíduo tem a ver com sua alta clínica.

Ou seja, há pessoas que serão internadas por causa da covid-19, ficarão dias em UTI e vão precisar, depois, de tratamentos de recuperação, como fisioterapia respiratória e muscular, entre outros.

Mas se a pessoa ficou em casa, apresentou sintomas leves da doença e se recuperou bem, ela pode voltar às suas atividades regulares, sem cuidado adicional de saúde durante a convalescença.

A pessoa deve se certificar de que está realmente recuperada: na falta de testes para um diagnóstico laboratorial de cura, quando se verifica que não há mais o vírus no organismo, deve-se considerar a “cura clínica” indicada pelo médico que o acompanha.

Pacientes que não foram hospitalizados e não tiveram complicações da covid-19, apresentando sintomas leves da doença, devem aguardar pelo menos 14 dias a partir do início dos sintomas, para só então serem declarados “curados” e sem riscos de transmitir a doença para outras pessoas.

Veja o que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde

Veja o que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde

Antes mesmo de falarmos exatamente o que um paciente pós covid deve fazer para cuidar de sua saúde, queremos destacar os principais sintomas que um paciente apresenta depois de contrair o vírus:

  • Fadiga

  • Falta de ar

  • Dores de cabeça

  • Dores musculares

  • Queda de cabelo

  • Perda de paladar e olfato (temporária ou duradoura)

  • Dor no peito

  • Tontura

  • Tromboses

  • Palpitações

  • Depressão e ansiedade

  • Dificuldades de linguagem, raciocínio e memória

Mal-estar e queixas como dores de cabeça e perda de olfato tendem a se resolver sozinhos. Agora, se o incômodo é intenso, o ideal é procurar atendimento médico. É possível conter os danos e procurar ajuda profissional antes que algo pior aconteça.

Talvez você possa pensar que é exagero, mas a iniciativa Coalizão Covid-19 Brasil acompanhou cerca de mil indivíduos internados e concluiu que até 17% tiveram que ser hospitalizados novamente tempos depois – e 7% morreram até seis meses depois da alta.

Os dados são preliminares, e ainda não foram publicados em periódicos científicos.

Para se livrar do coronavírus, o sistema imunológico desencadeia um processo inflamatório, que se torna exacerbado demais em uma parcela de pessoas.

São as vítimas da chamada “tempestade inflamatória”, fenômeno que envolve a liberação de substâncias, como citocinas, com potencial para lesionar órgãos e tecidos.

Mesmo passando essa fase crítica que pode ser mais agressiva para uns do que para outros, você não pode baixar a guarda.

Principalmente se apresentar alguns sintomas dos quais falamos em outro artigo com o nome de “Qual médico é indicado para o tratamento da covid?” Neste artigo nós falamos qual médico procurar no começo da doença e no pós covid também.

Concluindo: Procure sempre por ajuda profissional. Por isso, conte com a Imed! E se você tiver o Cartão iSaúde, tem direito a descontos exclusivos! Entre em contato conosco e saiba mais!